sexta-feira, 28 de maio de 2010

Bom findi!!!


No primeiro dia, Deus criou a vaca e disse:

"Você deve, diariamente, ir ao campo com o fazendeiro, ficar Sob o sol, ter bezerros e dar leite para alimentar fazendeiro. Eu lhe dou 60 anos de vida"A vaca respondeu:"É uma vida muito sacrificada para mim durante 60 anos.Eu aceito 20 e devolvo os outros 40." E Deus aceitou.

No segundo dia, Deus criou o cachorro e disse: "Fique sentado todos os dias sob o sol,Na frente da casa e lata para qualquer um que passar.Eu lhe dou uma vida de 20 anos."O cachorro disse:"É uma vida muito longa para ficar latindo. Dê-me 10 anos e eu devolvo os outros 10."E Deus aceitou.
No terceiro dia, Deus criou o macaco e disse: "Divirta as pessoas, faça-as rir. Eu lhe concedo 20 anos." O macaco disse:"Fazer macaquice por 20 anos é muito chato. Para o cachorro o Sr. Concedeu 10 anos. Faça o mesmo comigo.."E Deus concordou.
No quarto dia, Deus criou o homem e disse:"Coma, durma, brinque, faça sexo e não se preocupe com nada. E lhe concedo 20 anos.O homem respondeu:"O quê? Só 20 anos? Que miséria.Veja, eu pego os meus 20, os 40 que a vaca devolveu, Os 10 do macaco e os 10 do cachorro. Isso faz 80 anos.
Está bem" -Deus respondeu. "Negócio fechado". É Por isso que durante os 20 primeiros anos de nossa vida nós comemos, dormimos, brincamos, fazemos sexo ...E não fazemos mais nada. Nos 40 anos seguintes nós trabalhamos como uma vaca sob o sol para manter a família. Nos outros 10 anos fazemos macaquices para distrair os netos.E nos últimos dez anos ficamos sentados na frente da casa cuidando de todo mundo... Bom findi! ... rsrsrs

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Tolerância Zero (Para rir)



PIOR É QUE A GENTE PERGUNTA ASSIM MESMO...
1. Quando te vêem deitado, de olhos fechados, na sua cama, com a luz apagada e te perguntam: - Você tá dormindo?- Não, to treinando pra morrer!
2. Quando a gente leva um aparelho eletrônico para a manutenção e o técnico pergunta: - Tá com defeito?- Não, é que ele estava cansado de ficar em casa e eu o trouxe para passear.
3. Quando está chovendo e percebem que você vai encarar a chuva, perguntam: - Vai sair nessa chuva?- Não, vou sair na próxima.
4. Quando você acaba de levantar, aí vem um idiota (sempre) e pergunta: - Acordou?- Não. Sou sonâmbulo!
5. Seu amigo liga para sua casa e pergunta: - Onde você está?- No Pólo Norte! Um furacão levou a minha casa pra lá!
6. Você acaba de tomar banho e alguém pergunta: (BOA) - Você tomou banho?- Não, mergulhei no vaso sanitário!
7. Você tá na frente do elevador da garagem do seu prédio e chega um que pergunta: (ÓTIMA) - Vai subir?- Não, não, to esperando meu apartamento descer pra me pegar.
8. O homem chega à casa da namorada com um enorme buquê de flores. Até que ela diz: - Flores?- Não! São cenouras.
9. Você está no banheiro quando alguém bate na porta e pergunta: - Tem gente?- Não! É o cocô que está falando!
10. Você chega ao banco com um cheque e pede pra trocar: (MUITO BOA) - Em dinheiro? ?- Não, me dá tudo em clipes!
(Enviado por email pelo meu amigo Aurélio R.)

PROFESSOR – UMA ESPÉCIE EM EXTINÇÃO
Por Verônica Dutenkefer (20/06/2009)
Esse texto que escrevo precisamente agora é mais um desabafo. Desabafo de uma profissional que está lecionando há mais de 22 anos e que não sabe se sobreviverá por mais dez anos, que é o tempo que ainda precisará trabalhar (por mais que ame muito o que faz). Trago comigo muitas perguntas que não querem calar. E talvez a mais inquietante seja: O que será necessário acontecer para se fazer uma reforma educacional neste país? Constantemente, ouço ou leio reportagens com as autoridades educacionais proclamarem a má formação de seus professores. Culpando as universidades, a falta de cursos de formação e culpando-nos, evidentemente. Questionamentos: Como um professor de escola públicapode fazer o seu trabalho se ele precisa ficar constantemente parando sua aula para separar a briga entre os alunos, socorrer seu aluno que foi ferido por outro aluno, planejar várias aulas para se trabalhar os bons hábitos, na tentativa vã de se formar cidadãos mais conscientes e de melhor caráter? Nos cursos de formação nos é passado constantemente a recusa de um programa tradicional e conteudista, mas nossas avaliações de desempenho das escolas, nossos vestibulares e concursos públicos ainda são tradicionais e nos cobram o conteúdo de cada disciplina. Como pode num país.....num estado...num município haver regras tão diferentes entre a rede particular e pública? É cobrado cada vez menos do aluno, não se pode fazer absolutamente nada com um aluno indisciplinado que até mesmo coloca em risco a segurança de outros alunos e funcionários daquela instituição.. Dia a dia...minuto a minuto... os professores são alvos de agressões verbais e até mesmo físicas pelos alunos. A cada dia somos submetidos a níveis de stress insuportáveis para um ser humano. Temos que dar conta do conteúdo a ser ensinado + sermos responsáveis pela segurança física de nossos alunos + sermos médicos + enfermeiros + psicólogos + assistentes sociais + dentistas + psiquiatras + mãe + pai ...... Meus bons alunos presenciam o mau aluno fazendo tudo o que não pode ser feito e não acontecendo nada com ele. É o exemplo da impunidade desde a infância... Meus bons alunos presenciam que o aluno que não fez absolutamente nada durante o ano, passou de ano como ele, que se esforçou e foi responsável. Qual a motivação de ser bom aluno hoje em dia? Seus ídolos são jogadores de futebol que não falam o português corretamente e que não hesitam em agredir seus colegas jogadores e até mesmo os árbitros. Ensinando que não é necessário haver respeito às autoridades e aos outros. Ou são dançarinas que mostram seu corpo rebolando na televisão e posando nuas para ganhar dinheiro. Para quê eu me matar de estudar se há tantas profissões que não são valorizados e nem respeitadas? ?? Conheci (e ainda conheço e convivo) ao longo de minha carreira na escola pública, inúmeros profissionais maravilhosos. Pessoas que amam a sua profissão, que se preocupam com seus alunos, que fazem trabalhos excepcionais. Que possuem um conhecimento e formação excelentes, mas que estão desgastados e quase arrasados diante da atual situação educacional. Quem é que quer entrar numa carreira que está sendo extinta, não só pela total desvalorização e respeito, mas também pela falta de segurança que estamos enfrentando nas escolas? Vocês tem conhecimento de como os professores de nosso país estão adoecendo??? ? Vocês sabem o que é enfrentar o stress que a violência moral e física tem nos submetido dia a dia? Você sabe o que é ouvir de um pai frases assim: “Meu filho mentiu, mas ele é apenas uma criança!” “Eu não sei mais o que fazer com o meu filho!” “Você está passando muita lição para meu filho, e ele é apenas uma criança!” “Ele agrediu o coleguinha, mas não foi ele quem começou.” “Meu filho destruiu a escola, mas não fez isso sozinho!” Classes super lotadas, falta de material pedagógico, espaço físico destruído, violência, desperdício de merenda, desperdício de material escolar que eles recebem e, muitas vezes, não valorizam.Regras educacionais dissonantes de acordo com a classe social dos alunos. Impunidade. Mas a educação não vai bem, por causa do professor.. Encerro esse desabafo com essa pergunta que li há poucos dias: Essa pergunta foi a vencedora em um congresso sobre vida sustentável."Todo mundo 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos... Quando é que 'pensarão' em deixar filhos melhores para o nosso planeta(Enviado por email pela minha amigona Luciane B.)

terça-feira, 25 de maio de 2010

A beleza de ser um eterno aprendiz


Nunca tivemos tantos cursos de extensão, formação, graduação e especialização a distância com preços acessíveis ou gratuitos. Cabe às pessoas terem vontade de fazer, de procurar aprimorarem-se em suas áreas. O comodismo, a falta de comprometimento, vem afetando o mercado de trabalho, em especial o funcionalismo público (já que o fantasma da demissão é quase inexistente). Tomara que algum dia essa febre dos descomprometimentos acabe, então teremos melhores profissionais no mercado de trabalho.

domingo, 23 de maio de 2010

Se a moda pega...

Alunos e professores processam outros alunos por Bullyng (violência verbal e/ou física). Em Jaguarão, no RS, a família de um aluno pagou R$2.000,00 para a professora que apanhou do aluno. Em Minas Gerais, uma família desembolsará R$ 8.000,00 para outo aluno agredido pelo filho. Agora quem não dá valor às outras pessoas, o juiz dará. Por isso o melhor é ficar quieto(a) se não tiver nada de bom pra falar. Respeito é bom e é de graça.